Meia Maratona do Dão, teste de pace

Este domingo corri a meia maratona do Dão em Viseu.
screen-shot-2016-09-26-at-11-21-03

Foi uma prova algo complicada pelo desnível. No sábado num passeio pela cidade, ao ver várias marcações e cancelas em ruas com desnível, percebi logo que seria para esquecer qualquer tentativa de perceber se aguento um pace sub 4:37 (para maratona sub 3h15).

Além disso a prova teve vários troços num empedrado irregular muito difícil e massacrante, mesmo em plano. Nada de errado quanto à prova, é bonita, bem organizada e conhece-se Viseu. Simplesmente não é a prova ideal para quem procurar bater PR’s de meia maratona. Fiquei mesmo assim contente de o ter feito.

Nos registos nem chegou a 200 metros de desnível para 21km, mas para o objectivo de medir pace, é demais. Em todo o caso, não a corri como uma “meia maratona”, mas sim como os primeiros 21km de uma maratona – excepto os últimos 1000m em que sprintei, como se pode ver pelo gráfico abaixo.

screen-shot-2016-09-26-at-11-25-11

Antes da prova já tinha programado o relógio para ter só 3 números: pace instantâneo, heart rate e distância. O objectivo foi surfar no limite do esforço e ver se na maratona do Porto aguento ritmos cardíacos próximos de 170 bpm durante 3h e 15.

screen-shot-2016-09-26-at-11-22-03

Pelos vistos é possível, mas é mesmo mesmo no limite.

screen-shot-2016-09-26-at-11-23-19

No fim da prova dei um esticão só para ganhar umas posições. Sei que fui no limite, mas senti que teoricamente podia aguentar mais 21km naquela intensidade. Teoricamente…

Não consigo por isso dizer que sim, nem não à maratona 4:37. Terei de fazer um teste num treino longo em condições planas e sem vento.

Também tenho de ajustar os ritmos cardíacos dos treinos…

 

Advertisements

9 thoughts on “Meia Maratona do Dão, teste de pace

    1. Tem uma rampa muito inclinada mesmo. Viseu tem vários tipos de empedrado, mas há zonas em que é muito agressivo, especialmente no fim em torno de um parque. São muitos quilómetros de empedrado em Gaia?

  1. Aproveitando a dica do comentário anterior, pelo que vi do percurso renovado face às vezes em que lá fui na Maratona do Porto agora já não tens o boost da descida da Avenida da Boavista (acho que é por causa das obras) – significa que tens percurso mais vai e volta (mais chato a meu ver), um pouco mais de tempo exposto ao vento em Matosinhos e a volta ao parque da Cidade implica uma subida em avenida larga. A parte de Gaia, tem de facto empedrado, mas em boa parte dela consegues safar-te ao mesmo indo pelos passeios (vais ver 50 gajos a fazer o mesmo). Depois é cavalgar aquela marginal sem piedade 🙂

    1. boa dica Sérgio. Epá, a volta ao parque implica de facto uma subida jeitosa. É um pouco assustador. Estou contar estar mais rápido depois do mês de outubro… os treinos que aí vêm são muito interessantes. Se não me lesionei nestas semanas, acho que aguento até ao fim e com muito repouso na semana pré-maratona posso surpreender-me. Senti-me cansado em Viseu.

  2. Yep, o percurso da Maratona do Porto já não tem a descida da Avenida da Boavista no início da prova nem a subida da mesma avenida no final da prova e que nunca mais se chegava à bendita meta (isto já para nem falar na quantidade de pórticos próximos da meta que nos fazem desesperar para chegar à meta).

    O empedrado de Gaia é isso, é fugir pelo passeio, é regra numa maratona correr sempre na estrada, mas toda a gente vai para o passeio, até tem lá um pavimento lisinho no passeio, parece uma ciclovia e é ver todos em filinha a correr aí. 🙂

  3. Em jeito de PS – Mas vais gostar da Maratona do Porto. A forma como o público vibra connosco é extraordinária. Tive momentos de me virem lágrimas aos olhos quando desconhecidos me chamavam e me davam força. Do caraças. Nada a ver com a Maratona de Lisboa que é secante (ainda não fiz mas conheço quem tenha feito) e que não tem público nenhum ao longo do percurso.

    1. Yep, no Porto tens mais apoio, de acordo 🙂 (o dorsal só com o teu nome próprio em grande também ajudava a esse incentivo em nome próprio). Mas por acaso até gostava da subidinha ao parque da cidade, rejuvenescia depois daqueles kms e kms da marginal (depois de cortar a meta acabava logo o rejuvenescimento).

      O problema do novo troço da Maratona de Lisboa é que é muito bonita em termos de cenário (até chegares ao terreiro do paço, o troço Sta. Apolónia-Expo é horrível e calhar no período crucial da prova 32-40k), vens ali de Cascais e tal, há gente na marginal e afins, mas não é propriamente a Maratona da Cidade, é um traçado que marginaliza o envolvimento com a população ou, no limite, o desfrutar de correres pelo meio de zonas emblemáticas da cidade.

      A primeira Maratona que fiz foi a de Lisboa no traçado antigo (2011), tinha sobe e desce, mas era muito mais citadina. Os kms finais de Cais Sodré, Baixa a subir a Almirante Reis, cheia de povo e a Avenida de Roma, para acabar no Estádio do Inatel eram muito mais envolventes.

      1. Esse traçado é interessante, o de 2011, nem sabia que tinha sido assim. Lembra a de Madrid (ou esta meia de viseu) Pois, há um trade-off claro. Eu preferi a do Porto também por isso, pela paisagem e pessoas, mas também pelo calendário e ainda pela questão do vento. Acho a de Lisboa um risco por ser só num sentido. A do Porto também pode ter vento (embora não quero acreditar que tanto como a da Lisboa toda exposta), mas pode compensar ligeiramente por ter ida e regresso. Ir favor do vento não compensa o desgaste de ir contra (ainda agora confirmei isso num artigo), mas sempre ajuda. No caso de Lisboa… eu este ano SEMPRE que corri entre Belém e Expo, mas sempre, apanhei vento contra a voltar para a Expo. Nem uma vez apanhei vento de oeste forte. Se estivesse um vento assim no dia da prova…

  4. Sim, vento contra em provas longas com pace puxado :S, é queimar objectivos a torto e a direito. Se for para ter mau tempo, como apanhei em Madrid (sim, essa é épica no traçado) que seja chuvada de início quase ao fim, pelo menos do ponto de vista lírico fica tudo bem composto. O calor é a minha morte…

    Eis o traçado de de 2011 – http://1.bp.blogspot.com/-426IAxC9FHw/TtaYexA94eI/AAAAAAAADVc/FurGseyvEGs/s1600/20101205+Maratona+Lisboa+Percurso.jpg2.jpg

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s