dois tipos de long runs para maratona

Voltei a este artigo muito do McMillan, the marathon long run. Já o tinha lido. É de 2007, tem algumas actualizações, nomeadamente a propósito de uma confirmação por estudos de que algum do seu instinto de treinador foi confirmado. O McMillan propõe um tipo de long run lento em jejum em que esgotamos as reservas de glicogénio e ainda vamos para lá disso, esticando a corda. Isto forçará o corpo a metabolizar gordura e a habituar-se a isso. Também nos torna familiares com essa sensação de fraqueza. Enquanto propõe isto, também propõe um segundo tipo de long run muito rápido e duro, com nutrição exactamente igual à do dia de prova, em que os minutos finais são num pace acima do pace alvo da maratona e em crescendo.

Pareceu-me sempre lógico. Hoje troquei um long run fácil de 90 minutos por um de 110 minutos em jejum, lento, com trail à mistura. Podia ter feito 2h e era esse o objectivo, mas fiquei pela segunda vez consecutiva todo assado nas virilhas no long run e encurtei caminho. Tenho de perceber o que se passa. Isto seria fatal na maratona.

Esta foi uma semana de descanso conforme previsto no plano. Sobrevivi até aqui sem lesões e isto foi um pequeno reset. Nem chegou a 50km. Mas já vi o plano para a próxima e vai doer 🙂

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s