mudanças no treino

Para a  Ehunmilak daqui a menos de 3 meses, algumas coisas vão ter de mudar. No MIUT mesmo sem a parte dos enjoos, senti-me muito destruído. Pensei que a prova me estava a correr muito pior do que na realidade estava, mesmo quando ia nos primeiros 30% de classificados, a sensação era a de estar a fazer uma péssima prova. Avançava lentamente e ao fim de 30-40km tinha já os quadricípetes bastante doridos.

Preciso de concentrar ainda mais desnível. O que o MIUT exigiu e a Ehunmilak vai exigir é força para subir e descer do princípio ao fim da prova, sem destruir os meus pés.

Mudanças:

  1. Já estou a tratar de uma avença num parque de estacionamento no trabalho. Vou de carro. Vou de carro porque depois posso ir directamente para monsanto ou sintra. Vou tentar ir a Sintra pelo menos 2 vezes por semana. Preciso de fazer um longão por semana. Nem que seja numa 4ª ou 5ª feira das 19h às 23h depois do trabalho em Sintra. E preciso de meter + um treino lá por semana de pelo menos 90 minutos só numa rampa a pique, técnica, para treinar subida e down-hill.
  2. Esquecer os km’s. Pensar em metros de desnível e horas. Tenho alguns percursos pensados em Monsanto, do lado da prisão – benfica consigo uns loops com desnível técnico
  3. Mais back to backs. Dois treinos duros ao fim de semana.

Em sintra consigo ter um loop com um grade de 22% perto da barragem do rio da mula onde posso deixar o carro. 1h aqui podem valer mais que 4 treinos no meu bairro.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s