ultramaratonista de três dígitos, o que mudou e o que aprendi

Se tiver de pensar no que mudou e no que aprendi com o UTAX

1) gestão da intensidade – numa ultra tão longa os erros de pacing e intensidade pagam-se a dobrar no fim. Foi esclarecedora a experiência de ganhar umas 80 posições numa corrida em que fui simplesmente num ritmo que eu acharia confortável, mas que me permitiu nos últimos 30-40km ser muito mais rápido do que atletas com dificuldades em correr.

2) defesa absoluta da integridade e do conforto, seja pelo evitar de bolhas, de ter demasiado frio ou demasiado calor, de ter sempre as calorias, tape nos mamilos, vaselina nos tomates, os electrólitos e a hidratação na altura certa, sapatilhas sem lixo, mudar de roupas se for preciso etc. Essa sensação de controlo é vital (no meu caso foi ao ponto de ter levado um powerbank para carregar o Suunto e saber sempre quantos km’s fiz) embora seja preciso flexibilidade para lidar com imprevistos que acontecem sempre. A questão das bolhas foi importante porque tinha danificado a minha confiança na possibilidade de fazer ultras sem as ter. Temi que fossem uma fatalidade e não são.

3) valor do taper. Descansar muito antes da prova, mas mesmo muito. Quanto mais longa e dura a prova, menos se deve correr nas últimas 2 semanas. Eu praticamente não corri nada, só fiz ciclismo leve.

4) silenciar rapidamente qualquer devaneio pessimista ou reflexões sobre o quanto falta ainda correr.

5) Ter pressa. Não perder mais do que o absolutamente necessário nos abastecimentos. O meu segredo é o perpetuem, sou praticamente independente dos abastecimentos a nível calórico, só os uso para saciar a fome de comida a sério, para coca-colas e para água. Poupar 5 minutos em cada abastecimento significa menos 1 hora numa ultra de 112km. Vou ao ponto de antes de chegar ao abastecimento já ter os frascos destapados, o copo cá fora e saber exactamente o que preciso de fazer e não ficar lá à nora.

6) Aproveitar boleias de corredores do mesmo nível ou um pouco mais rápidos. Uma coisa extraordinária nas ultras é esta oportunidade de irmos lado a lado com companheiros que estão juntos naquela aventura épica. Se houver fôlego, conversa-se ou corre-se em silêncio, que também é uma coisa exraordinária. Os grupos formam-se, desfazem-se, formam-se, um está melhor, o outro pior, troca etc. Os km’s passam mesmo mais rápido, nem se dá por eles. Tendo sempre a conversar e a ser bastante sociável em ultras.

7) Para além do taper, reservas de sono, hidratos e corte com os vícios. Eu bebo regularmente e na semana antes bebi apenas 1 noite (bebi 1 cerveja no restaurante antes da prova ok). Nos últimos 3 dias procurei deitar-me ridiculamente cedo. Na tarde da prova tentei dormir uma sesta.

8) não esquecer nunca de ajudar os outros, eu agora levo sempre medicamentos e gomas a mais, ajudei 3 atletas, um com anti-inflamatório e outros dois com umas gomas com cafeína. Não pesa nada.

9) Ser paciente com os maus momentos. Por exemplo, depois da canja senti-me muito enjoado por ter misturado com coca-cola, pensei mesmo em vomitar e estive perto. Não atrofiar com isso, são situações passageiras desde que o ritmo seja estável.

10) ultrapassar o próximo. É uma forma dos km’s voarem. Vê-se alguém lá longe numa subida a ficar um pouco mais perto… significa um alvo. Isto é uma corrida, não é um passeio. Ajuda os km’s a passar. Eu sou terrivelmente competitivo, mas com fairplay! O que há mais são atletas que voam por mim e sobretudo os que nunca mais vejo desde a partida.

11) observar a natureza, ver como é bom estar ali a viver aquele momento num sítio tão bonito, como temos essa sorte e a saúde para o poder fazer e como correr na natureza nos faz regressar a divertimentos de infância, aventuras e tudo mais, mas ainda mais épico e fantástico! Isto ajuda a ter um foco no agora e a não deixar a cabeça ir por devaneios, seja com o que falta correr, com as más sensações e dores etc. Foco no agora!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s