Dia 2 do recomeço e plano

treino

Treino vivo dominado por sensações desagradáveis. Custa-me acreditar que fiz toda a preparaçao de Málaga considerando 5:30 o meu ritmo fácil e hoje parecia um treshold run.

Parti ao meio dia, muito calor abafado. Optei por não ir fazer outro long run de trail e assim tentar amanhã ir treinar com os Esquilos de madrugada em Monsanto sem morrer.

Depois de alguma ponderação, criei novos princípios gerais para esta fase que aí vem até Outubro, onde em princípio tento os mais de 100km e 6000m de desnível do UTAX.

  1. Ter em consideração, como antes, os planos do Bryon Powell ou do Hal Koerner para ultras, mas esquecer segui-los.  Os planos são baseados em kms e pressupõem a capacidade de correr de forma regular 5 ou 6 dias por semana e eu não posso. Primeiro, não garanto 12km no dia xis, só janelas de tempo.
  2. Esquecer a rigidez de Sábado e Domingo, dia de long runs, segunda descanso etc. Não há rigidez. Não é fácil fazer um long run num dia de trabalho, mas é preciso perder preconceitos e já o fiz no passado, embora como uma coisa excepcional.
  3. Orientar para desnível e trocar quantidade em afalto por qualidade em trail. Se conseguir – amanhã é um teste – treinar com os esquilos nas manhãs de semana em que não tenho a minha filha e treinar ao fim da tarde / noite em Monsanto, não consigo ter o mesmo volume de km’s, mas passarei a ter desnível e isso é mais crítico em ultras de trail.
  4. O tipo de treino também deixa de ser controlado por mim nessas ocasiões, mas o factor de motivação é muito mais forte e preciso dele.
  5. Incluir long hikes para registos fotográficos como misto de recuperação e back to back. Até agora só fazia 1 long run de trail num fim de semana, assim pode ser que tenha motivação para mais desnível em caminhada forte e corrida lenta. Tempo nas pernas é o lema, especialmente porque passar os 100km implica andar muito e eu tenho de treinar andar.
  6. Incluir caminhadas para o trabalho e voltar a corridas vindas do trabalho. Obrigam a uma logística penosa, mas nos dias em que tenho de ir buscar a minha filha à creche, são uma maneira de meter 8km.
  7. Saladas no trabalho. Regularmente. Não me refiro a coisas sem calorias, quero abacates, cuscus, masas, feijão, seja o que for. Mas tenho de poupar dinheiro aí e evitar os assassinatos que como em restaurantes por vezes,  comendo saudável. Vou ser o mestre das saladas.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s