está quase

Hoje apeteceu-me dormir e não corri. Senti-me cansado. Não percebo porque me dói o entorse se não corro… Ainda fiz 14km de bicicleta hoje a ir e voltar para o trabalho. Começo a aperceber-me que o problema no joelho direito pode ser influenciado pela bicicleta. Tenho-o sentido a latejar e não tenho corrido. Volto a correr sexta feira, sábado e talvez domingo. Sábado gostaria de fazer um treino de desnível puro, subir, descer pique.

Tive de deixar a bicicleta na oficina, a Stumpjumper que afinal não vendi. Testei os pneus novos, fantásticos, rolam muito bem, mas a bicicleta precisa de trabalho. A roda da frente estava empenada, o amortecedor do meio sem ar e o amortecedor da frente está a babar muito. Na oficina perguntei quanto custava uma suspensão igual à frente: 700 euros. Ah ahah. Ok. Ficou a arranjar mas espero pelo orçamento. De tentar vendê-la, já estou a ver que vou ter de gastar uns 100-200 euros nela para a deixar pronta. Tenho sentimentos mistos.

tive o azar de tropeçar nas bicicletas Eddy Merckx, o lendário ciclista belga (sou belga).

a Mourenx69, especial para longas distâncias. Preço mínimo 2600 euros, até aos 4000 dependendo dos componentes. As bicicletas são criadas pelo próprio Eddy Merckx que está vivo e bem vivo.
merckx2

Advertisements

5 thoughts on “está quase

  1. Do teu joelho, não sei, mas descobri que a minha tendinite afinal não gosta de bicicleta. Vê lá. Yoga é que vale sempre a pena, desde que se faça com cuidado. E é bom para esta fase de tapering, exercitas mais o factor mental e descansas os desgraçados dos músculos que tens andado a massacrar este tempo todo.

    1. Devia ser mais disciplinado e fazer yoga. o tornozelo para já não me permite fazer nada de planks, pernas cruzadas… entretanto, tive um furo! não há bicicleta até ao transvulcania porque tenho de encomendar pneus novos, estão carecas, os da birdy…

  2. Olha que o yoga é de facto uma boa opção, tenho uma amiga que dá aulas e me tem dito que cada vez mais tem visto procura por parte de pessoas que praticam outro tipo de desportos mais intensos e que encontram ali um equilíbrio, nomeadamente também para o reforço mental, como diz a Sra. Dona Gralha.

    Mas isso digo eu, que não só não faço yoga como depois ainda vou jogar basket e partir-me todo com desportos de impacto 🙂

    Bem, esta sexta regresso às corridas, mas sem nada de vulcânico no horizonte 😉

    1. A mim só me interessaria ir para o yoga se houver lá pessoas, isto é, posso aprender pelo youtube. Gostei muito de correr com os esquilos por exemplo, são pessoas, eu gosto de pessoas e é terapêutico. há pessoas no yoga?

  3. Olha, bom para experimentares: http://www.yoga-samkhya.pt/pt/yoga-exames-sem-stress
    Eu vou sempre que posso, com o Diogo. Se trouxeres a Júlia podemos prendê-los com uns arreios e eles não se tresmalham do relvado. Quando o sistema de rega automática está desligado nem se apanha uma molha, nem nada (e a parte das gargalhadas interiores por causa da conversa new age também é muito terapêutica).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s