Kathrine Switzer

Primeira mulher a correr a maratona de Boston em 67, um delegado a tentar agarrá-la. 5 anos mais tarde a entrada de mulheres seria permitida.
kathrine switzer

ideia do post retirada do Corredores Anónimos.

Advertisements

3 thoughts on “Kathrine Switzer

  1. Estou neste momento a ler a biografia dela. É interessante ela declarar que não correu Boston como uma declaração de ativismo pelos direitos das mulheres, mas simplesmente porque gostava mesmo muito de correr e a maratona de Boston era mítica. Mas quando um dos organizadores da prova a tentou puxar à força para fora da corrida que a coisa já tomou outra proporção e ela sentiu-se obrigada a acabar a corrida, senão acabasse só iria comprovar as suspeitas de toda a gente de que uma mulher não consegue correr uma maratona e lá iria o atletismo feminino recuar uns bons anos. Pessoas normais a fazerem coisas históricas é do melhor que há.

    1. Ela diz isso no video e dá a sensação que essa consciência ocorreu durante a própria prova depois do delegado a ter tentado expulsar. E depois tornou-se activista. Mal sabia aquele delegado o que estava a provocar. Também é interessante (não sei como é na biografia que deve ser 1000x mais completa) ela descrever a reacção dos outros atletas homens como “ena que fixe! uma mulher!”

      1. Sim! Os atletas com quem ela se cruzou nesses primeiros anos tiveram uma reação muito acolhedora, ainda que ficassem um bocado surpresos por ela ser mulher. Também achei muito interessante ela documentar as reações tão diferentes das mulheres que assistiam, algumas que a olhavam completamente parvas e até com uma espécie de ódio por ela se atrever a estar ali a correr aquela prova, outras com uma admiração enorme misturada com grande surpresa por uma mulher ser capaz daquilo, e ela diz que foi a memória destas últimas que depois a incentivou a organizar corridas abertas a mulheres e a lutar pela instituição da maratona feminina olímpica. Um sentimento do género ‘eu tenho que mostrar às mulheres o quão fixe é correr uma maratona e que é muito possível uma mulher fazê-lo’.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s