cheio de

… vontade de recomeçar a correr.

Apetece-me poder calçar os ténis, preparar a mochila, o track gps, o impermeável e fazer 55km a direito por loures, bucelas, sobral, torres vedras, debaixo de chuva, pela lama, a pique, a subir, a descer, só o som das gotas na terra, aquele som abafado na vegetação, das primeiras gotas… E chegar a casa da minha mãe. Dos meus pais. A lareira acesa, a árvore de natal, os cães a ressonar, o peru recheado a sair do forno. Este Dezembro, como é costume nos Dezembros da minha vida desde a doença e morte do meu pai, costuma ser o epicentro de caos e tristezas, agravado pelo próprio tempo, pela falta de luz, pelo frio e chuva, pelo stress das pessoas nas compras, no trânsito, pelo fecho do ano nos escritórios, chamadas não atendidas, e-mails para responder… Vou encarar os próximos dias como uma ultra: passo a passo, momento a momento, tarefa a tarefa, adaptando-me e resistindo. Também tenho uma luz nova comigo, pequenita, que caminha como um boneco, bracinhos caídos para o lado, poc poc poc poc poc pela casa, muito determinada.

Advertisements

One thought on “cheio de

  1. É outra espécie de prenúncio “Winter is coming…”, mas em versão running. Quando voltares depois um dia dás-me boleia, mas não prometo que chegue tão longe, que conheço boas pastelarias no zona de Loures 😀

    Bom descanso 😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s