segurança extra em 2015

Devo  avançar, em 2015, para a aquisição de um Spot 3 ou similar. Alugar também é possível e vou de certeza primeiro alugar um para testar as mensagens. Digo testar porque as reviews, mesmo ao Spot 3, são demolidoras neste particular. Entretanto já tive feedback de um user português do spot 3 que disse nunca ter tido problemas ocm o sistema de mensagens. Acho no mínimo obrigatório para quem se vai meter em aventuras com “A” grande ter algo do género, o que não será o meu caso, tirando talvez três ocasiões que prevejo em 2015. Mas mesmo numa utilização regular, quando treino trail, o long run do fim de semana é sempre a solo, auto-suficiência, em serras diferentes e com tracks gpx que saco do gpsies, variando muito os locais… Gosto de não tocar no telemóvel a não ser que esteja atrasado, por isso estão habituados a que eu “desapareça” para as minhas brincadeiras outdoors. Em certas circunstâncias ninguém sabe sequer para onde fui precisamente. Já me ocorreu várias vezes que seria bom ter um dispositivo que fosse mostrando a uma pessoa ou duas onde estou em certos momentos e que estou bem. Ainda este ano apanhei este susto na Arrábida no meio do nada quando comecei a urinar sangue e temi ter uma falha renal ou pedras renais, ainda bastante longe do carro. Não senti sintomas nenhuns e estava com telefone com bateria. Não liguei a avisar para casa porque iria sujeitar as pessoas a um stress desnecessário e inútil… Mas ao mesmo tempo senti-me um bocado vulnerável. O que não pode acontecer é depender da tecnologia, porque já vi bastantes reviews em que este sistema falha no simples envio de mensagens, tendo então o efeito contrário ao previsto, uma vez que a família está à espera do “ok” e ele não chega. Mais valia não ter device nenhum nesses casos. Mas o que me interessa mesmo é a questão do localizador automático para grupos restritos. Para o ano que vem terei fins de semana de 48h dedicados a trail running onde farei back to backs – 2 long runs consecutivos, onde já compensa pegar no carrinho e ir acampar num sítio interessante e bonito.

Advertisements

2 thoughts on “segurança extra em 2015

  1. Acho esses aparelhos úteis mas apenas em casos extremos, caso contrário, como dizes, podem gerar situações de preocupação caso não funcionem ou nos esqueçamos de carregar num botão. Por outro lado, diz-me a experiência que por muito remoto que seja o sítio acaba sempre por aparecer alguém a quem pedir ajuda, e normalmente toda a gente está disponível para ajudar.

    1. Sim, é importante serem 100% fiáveis. O encanto para mim residia em poder fazer “check in” e ligar aquilo sem me preocupar, quando fosse treinar. Se aquilo falhasse um update, podiam ligar-me. A vossa experiência é realmente outra coisa 🙂 Respect! Se bem que o trail running em montanha tem particularidades… Passo horas sem ver absolutamente ninguém, a orientar-me por track gpx,… Tenho a certeza, pelo estado de alguns trilhos e a vegetação / rastos, que em certos pontos não passa mesmo ninguém durante dias. Mesmo aqui perto de Lisboa, exemplo, zona de Bucelas, aquelas serras… Os cenários é que são longe de serem extremos, quer a nível de clima, quer a nível de perigos e há boa cobertura de telemóvel. Não vejo na corrida grandes hipóteses de me magoar gravemente, mesmo. Já não diria o mesmo do BTT quando ia a descer por trilhos mais técnicos, sozinho…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s