sistema SPOT

Li uma discussão sobre este tema num fórum americano e fiquei a saber que o sistema SPOT é bastante popular nos EUA. Em alternativa aos PLB’s (personal locator beacon) temos a tecnologia SPOT, descrita no video do post abaixo.
spot

De todos o que me pareceu mais interessante foi este SPot Gen 3
spot-gen-3-australia

informação aqui.
Permite o tracking à distância: de 20 em 20 minutos envia por satélite automaticamente um sinal a dar a localização que pode ser seguida numa página online.
Permite lançar um sinal de SOS com localização GPS (só para situações de perigo de vida). Nos EUA liga para o 911, na europa para o 112.
Tem o botão de check in para ir avisando que está tudo bem. O aventureiro pode combinar com família ou amigos fazer check in de xis em xis tempo, se falhar um check in, é porque algo aconteceu. Isto é uma enorme vantagem face ao PLB, visto que em certos acidentes, em solitário, pode ocorrer perda de consciência ou mesmo impossibilidade física de envio de sinal (ex: avalanche).
Permite também definir uma mensagem padrão alternativa. Um user deste tipo de serviços, no fórum, menciona que a dele é “vou chegar atrasado mas estou ok” o que me parece uma bela ideia, visto que podemos ter contratempos e deixar toda gente preocupada no caso não ter bateria no telemóvel.

Mesmo sem ser no contexto de emergência ou segurança, também acho interessante emitir a localização numa página se definirmos para tal, podendo partilhar a nossa localização e rota online.

Desvantagem, só vejo duas, são menos potentes que os PLB’s a nível do sinal e penso que quase todos incluem uma taxa mensal ou anual.

Preço: 169 dólares pelo aparelho. Por ano, 50$ por ano pelo serviço de tracking + 18$ por ano pela ligação ao serviço de emergência

Depois há serviços que penso que só fazem sentido nos EUA, como o da assistência automóvel em viagem, pois ao contrário da Europa, há extensões grandes de território sem cobertura móvel e quase sem população. Também se pode pagar 50$ por um pacote de envio de 500 mensagens alternativas.

Feitas as contas, por ano, o essencial ficaria por 70$, um valor que me parece razoável tendo em conta o benefício de segurança extra. Parece que não faz muito sentido para Portugal e trail running sem ser pela piada de partilhar um treino ou prova ao vivo, tendo em conta o facto da cobertura de telemóvel ser praticamente total, de haver poucas zonas desabitadas, de serem muito raras as condições extremas (como nos Picos da Europa) e das saídas serem geralmente curtas. Mas para o ano, nos treinos para a Atlas Toubkal ou outros em condições de altitude e montanha, acho que não vou hesitar. E se fizesse motanhismo que envolvesse saídas superiores a 24h, também era pessoa para ter um bicho destes.

Advertisements

One thought on “sistema SPOT

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s