bonking

Estar mau para a pesca tem coisas positivas, sobrou-me tempo para treino. Foram três treinos condensados em dois dias. Infelizmente, os ventos fortíssimos que se registaram no Baleal não me permitem tirar grandes conclusões dos ritmos que consegui ou não consegui. Primeiro, sábado ao fim da tarde, treino de séries, 5×2 minutos.

treino1a

Consegui paces sempre na ordem dos 4:12, 4:15, o que foi muito bom, mas até que ponto o vento ajudou? Logo a seguir, no sentido oposto, fiz um treino fácil e curto de 20 minutos onde apresentei um pace anormal para aquele tipo de treino (desta vez sentido oposto) 5:26.

treino1b

No dia seguinte de manhã aquele que foi mais um treino muito, muito duro.

treino2a

3 horas, o que resultou em 31.1 km a 5:47. O objectivo era fazer 2h15′ em fácil e 45′ fortes.

treino2c

Até incluí uns kms de praia a correr na areia. A minha quebra foi tão grande e fiz os últimos 45′ contra o vento (forte de novo) que praticamente não consegui grande diferença nos últimos 45′.

treino2b

Senti-me mesmo muito, muito mal! Estive para desistir aos 14-15km, tonto de fraqueza. Comecei tarde (10:00) e tomei o pequeno almoço às 6:30, antes de ver o mar. Não comi que chegue, ainda para mais quando só tinham passado 14 horas desde o meu treino duplo da véspera. Levei apenas 3 géis e não levei dinheiro (fantasiei com uma tosta mista e uma coca-cola durante 2 horas…). No trail pelo menos tinha sempre comida de sobra na mochila, na estrada não é assim… Para me motivar tentei encarar aquilo como um treino de “bonking”, correr com as reservas a zero, metabolizar gordura. Como esperava, tive altos e baixos, como quando o motor se está a engasgar com os últimos vapores. Mas aos 25,26km, altura de meter o turbo, o tanque estava a zero. Sem gel, sem nada, dizia palavrões com alguma frequência e já via pontinhos escuros. Pensei na experiência de Madrid, interroguei-me se queria mesmo fazer aquilo em Málaga, se vale a pena sequer correr estrada, como podia aguentar 42km num ritmo superior ao que ia, vou mas é fazer 3h45 e desfrutar etc. etc. Meti de parte fazer as 3 horas, só queria ir direito a casa e comer (entretanto já eram 13h, a fome era imensa) cheguei a casa faltavam 2 minutos para as 3h. Dois reles minutos. Em vez de parar segui em frente, fiz meia volta e corri 60 segundos para um lado e 60 segundos para o outro. Nem queria acreditar quando chegou a zero. Foi uma boa simulação do que é uma maratona, mas em Málaga será obrigatório comer muito e bem de manhã cedinho e ingerir pelo menos 2 geis por hora.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s