spartathlon

No meu longo prazo, a Spartathlon tem vindo pouco a pouco a desenhar-se no horizonte como o desafio supremo. Para além do interesse histórico desta corrida de 246km de estrada na Grécia, do contexto mítico, está o nível de dificuldade elevado pelo facto de existirem controlos de tempo ao longo do percurso. Basta chegar atrasado a um e somos desclassificados. Isso ajuda a explicar o número de desistências todos os anos. Certas provas permitem uma gestão do ritmo que acomoda atletas de vários níveis, com grandes diferenças entre eles, esta exige um esforço mais contínuo e intenso, até pelo perfil de prova de estrada e que, logicamente, com a privação de sono, vai fazendo vítimas.

Aqui o português João Oliveira que venceu a edição de 2013, obtendo projecção mundial na pequena comunidade que segue isto. Grande João Oliveira, lendário, na verdadeira acepção da palavra.
spartathlon

Advertisements

5 thoughts on “spartathlon

    1. ehehe dá tempo Ricardo! Eu não sei se faço essa, se farei deve ser dentro de 3 anos pelo menos 🙂 Para o ano estou a pensar na Transvulcania ou na El Bastions como momentos mais altos. Também tem a MIUT na ilha da Madeira, em Abril, considerada por muitos a melhor prova em Portugal, mas é bem dura! abraço

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s