último pico

Sábado, 3 horas de estrada e alguns trilhos no Cabo Carvoeiro / Papoa, 29km ao por do sol.
baleal
Custou-me fazer o treino, no início porque ainda não tinha digerido completamente a caldeirada, depois por mero cansaço psicológico e por ter resolvido ir em tronco nú armado em Kuprika e sem gel. Começou a fazer frio (comecei às 15:30) no fim da corrida e  com a fraqueza deu-me uma sensação desagradável, pensei que ia ficar com uma carraspana, mas safei-me. Também fiz surf de manhã, o que já contribuiu para a exaustão. Corri no Domingo também, 1h e 30′ num ritmo mais acelerado. Comecei ao meio dia, o sol estava a torrar-me e deu-me a fome do almoço a meio. Também tinha feito surf de manhã, foi tipo surfathlon ou o raio. Só pensava “ainda bem que isto está a acabar”. É verdade, faltam 2 semanas para a ultra, esta agora vai ser mais leve e a última ainda mais leve, nem sei se corro. Estou com um burnout psicológico. Corri 255km em Agosto e só não corri uns 280 km porque fiquei destruído com o Sintra Extreme e tivemos de abrandar. Tenho o pé direito inflamado com uma dor forte quando carrego com o dedo, mas que é totalmente tolerável enquanto corro, por isso não há crise. Pés inchados, especialmente o direito, dormir com  o pé para cima ajuda, de manhã está quase normal. Se a isto juntar o previsível suplício que vai ser o DUT, não sei bem como vou encarar a corrida daí para a frente. Já pensei em trocar o objectivo do Trilho dos Abutres (janeiro) por uma prova de estrada, uma de 10k, 21k, talvez uma maratona de estrada. Mudar para treino de velocidade e urbano durante uns meses e depois voltar à distância / endurance e desnível positivo. Reflectir. Vou examinar o calendário. Não posso deixar isto entregue à experiência do DUT que prevejo traumática, tanto como prevejo que seja épica e boa. Quero ficar inactivo durante 1 mês a nível de corrida, depois disso, para recuperar tudo. Estou cansado também de me sentir cansado. É sinal que o meu treino está a ser relevante e o meu corpo a reconstruir-se mais forte, mas tenho saudades de me sentir fresco e não ter qualquer mazela, qualquer inchaço, dor, pontada, músculo dorido, mau jeito…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s